Tecnologia:Sabres-de-Luz

Home
Downloads
Quiz
Novidades
Entrevistas
Episódios

As principais armas dos Jedi

 Tecnologia :: Sabre de Luz

    Durante milhares de gerações, no reinado da República Velha, uma ordem dedicada de Mestres Jedi serviram como guardiães da paz e justiça. Por milhares de sistemas eles trouxeram calma e confiança para os cidadãos de incontáveis mundos. O respeito que os Jedi ganharam se deveu principalmente a sua sabedoria, mas também devido ao uso hábil de uma arma que eles criaram... o Sabre de Luz. Um Sabre de Luz nas mãos de um Jedi treinado é mais poderoso e mortal que qualquer Blaster.
    Construído por cada Jedi como um teste de suas habilidades, o Sabre de Luz é o produto de uma tecnologia antiga. O Esgrimir hábil da arma é a marca de um Cavaleiro Jedi completamente treinado. O Sabre pode cortar qualquer coisa, com a exceção de outro Sabre de Luz, campos de força e o Ore de Cortosis, um material raro. A construção de um Sabre ocupa muitos dias; os componentes, o Jedi e a Força devem se tornar um. Em geral o processo leva quase uma semana para se completar, porém há uma maneira de acelerá-lo para algumas horas. Isto não é recomendado para um aprendiz Jedi, muitos acidentes aconteceram com o uso descontrolado da Força.
    A tecnologia dos Sabres de Luz é quase tão antiga quanto a ordem dos próprios Cavaleiros Jedi. Embora os detalhes exatos da construção de um Sabre permaneçam encobertos em mistério, a tecnologia geral é conhecida.

Sabre de Vader

    Todos os controles e componentes devem se ajustar em um cabo compacto de durasteel de 24 a 30 centímetros de comprimento. Quando o Jedi ativa o Sabre de Luz, uma tremenda carga de energia pura flui de uma célula. Uma (ou mais) jóia(s) de múltiplas faces foca(m) a energia em um feixe paralelo. O Sabre tem uma freqüência única, que determina a cor da lâmina ou a intensidade da reação quando cortando algo, contatando um campo de força ou outra lâmina de um Sabre. Sabres com uma única jóia tem comprimento fixo da lâmina, outros, com até três jóias, podem alterar o comprimento da lâmina variando a separação entre as jóias. Os melhores Sabres usam jóias naturais, mas, evidentemente, o Jedi pode forjar jóias sintéticas com um forno pequeno e alguns elementos básicos.
    No funcionamento a base do cabo emite de uma bateria energia contínua, positivamente carregada, a uma lente focal. Um emissor colocado na saida da haste forma o arco circunferencial numa abertura de fluxo de energia negativamente carregada. Um supercondutor transfere a energia da abertura de fluxo para a célula de energia. Quase nenhuma energia é perdida no processo - o cabo do Sabre nem mesmo faz com que se irradie calor à superfície, entretanto o Sabre apresenta fluorescência e zumbe.

   Componentes do Sabre
    Estes são os componentes necessários para construção de um sabre, porém detalhes de como estas peças são ligadas ainda permanecem em segredo. Mesmo que a técnica de constução fosse conhecida, a construção do Sabre exige uma interação única com a Força, ou seja, somente seres treinados serão bem sucedidos na confecção da arma. Outro fato importante a ser destacado é que algumas peças são extremamente difíceis de serem achadas.

   Baterias

  •     Slayne & Korpil Mk-77 Micro-fusion Reactor
        O Mk-77 é um reator de micro fusão compacto, uma fonte de energia comum e muito usada através da Galáxia.
  •     Slayne & Korpil Mk-77F Micro-fusion "Force" Reactor
        Depois da Guerra dos Clones a Slayne & Korpil projetou e fabricou uma versão mais compacta do Mk-77. Apelidado de "Force" Reactor, foi projetado especialmente para um ajuste fácil no cabo do sabre de luz. A S&K fez ótimos negócios com este dispositivo até a intervenção do Império, que ordenou o fim da produção e confiscou o que já havia sido fabricado. A companhia também foi forçada a destruir todos os esquemáticos do dispositivo.
  •     Bateria Jedi
        A Bateria Jedi é construída manualmente, utlizando os conhecimentos milenares da Ordem Jedi. A maioria dos Cavaleiros, porém, preferem os pequenos reatores, que tem vida útil mais longa. Por outro lado a Bateria Jedi pode ser construída manualmente e usada em um caso de emergência, onde não haja outra opção. Seu tamanho é ligeiramente maior que a da "Force" Reaction.
  •     Blaster Power Pack
        Em caso de desespero total, onde não haja tempo de ser feita uma Bateria Jedi ou adquirido um reator, a fonte de energia de um Blaster pode ser utilizado. O Power Pack de um Blaster não fornece energia suficiente para um sabre, portanto seu uso é muito limitado, sem se falar que não se ajeita perfeitamente no espaço reduzido do cabo. A única facilidade é a montagem rápida.

   Cristais
    Todo Sabre utiliza um cristal para permitir o enfoque da energia emitida pela bateria. A variedade mais comum é o Adegan.

  •     Cristal Adegan
        O Adegan é sem dúvida o mais preferido entre os cristais de Sabres. Eles eram bem comuns até a época em que o Imperador determinou seu armazenamento e destruição das minas Adegan da Galáxia. Com a queda do Império, a República Nova descobriu novos jazidas que garantiram uma circulação do Adegan, ainda que reduzida. A colocação do cristal é um ponto crítico, deve ser muito exata, com um grau de dificuldade muito alto. Sabres construídos com cristais de Adegan tendem a ser azuis, entretanto há um tipo com uma falha estrutural produzindo cor verde.
  •     Cristais de Dalwyn
        Cristais de Dalwyn, achados principalmente em Corellia, são pouco conhecidos como focalizadores para Sabres. Durante algum tempo eles eram utilizados como jóias baratas de Corellia. Cristais de Dalwyn são ligeiramente maiores que cristais de Adegan. Lâminas de Sabres enfocadas por estes cristais fornecem tons laranja e avermelhados.
  •     Cristais de Sherunshur
        Para os perfeccnistas na construção de um Sabre este é o Cristal recomendado. Durante o reinado da República Velha, o comércio de alguns poucos destes cristais era o suficiente para fazer qualquer um rico. Somente os Twi'Leks sabiam onde encontrá-los e determinavam os preços a seu bel prazer. Depois do Extermínio Jedi os preços cairam e muitos esqueceram da utilidade deste cristal por muito tempo. Com a ascenção da Nova República o interesse pelos Cristais se revitalizou. Devido a sua estrutura molecular extremamente perfeita, o Cristal, ao ser acondicionado no Sabre, exige uma colocação mais exata que o normal, sob pena de não funcionamento. A lâminas produzidas tendem a ser vermelhas ou amarelas.
  •     Cristais de Serys
        O cristal de Serys não é popularmente usado. O motivo principal é seu tamanho excessivo. A única razão que pode motivar seu uso são suas propriedades sem igual. Formado pela intensa atividade geológica de Nal Hutta, este cristal foi o único a ter seu comércio permitido pelo Imperador Palpatine durante o Extermínio Jedi e atingiu altos preços de mercado. A vantagem principal dos Sabres construídos com o Cristal de Serys é a facilidade de sobrecarregar geradores de campo de força quando em contato com um. Os Cristais de Serys dão tons púrpuras a lâmina do Sabre.
  •     Cristais Artificiais
        Na necessidade de construir um Sabre e não dispor de qualquer um dos Cristais relacionados anteriormente, o Jedi pode utilizar um Cristal Artificial. Fácil de comprar ou de ser feito, abundante em qualquer lugar da Galáxia, baratos e, nos dias do Império, impossível de ser fiscalizado, qualquer joalheiro competente pode fazer um bom Cristal. Os sabres que usam estes Cristais podem ter qualquer cor.